“O que não nos mata só nos deixa mais… estranhos.”
— Coringa